https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJAER/article/view/14920

 

RESUMO

A subclasse Elasmobranchii agrega os tubarões e raias que são peixes cartilaginosos presentes no
planeta há milhões de anos. Os tubarões são predadores eficientes que ocupam todos os oceanos,
sendo importantes no equilíbrio do ecossistema marinho. Não há muitos relatos de anormalidades
morfológicas para o grupo, mas os casos aumentam gradualmente. A maioria das anormalidades
morfológicas relatadas são casos de bicefalia ou albinismo. Fatores como infecção parasitária, lesões
mecânicas, anormalidades congênitas e condições ambientais são apontados como possíveis causas
de deformidades, além de atividades antrópicas como poluição e pesca extirpada. Os neonatos de
Rhizoprionodon porosus avaliados no presente estudo apresentam uma deformidade na região da
nadadeira caudal. Os oito indivíduos foram entregues ao Instituto de Biologia Marinha e Meio
Ambiente em 2016 para pesquisa e melhor entendimento do caso. Os relatos de anomalias
encontradas são de grande importância para entender o funcionamento do grupo e controlar os casos,
verificando se há um aumento no número de animais apresentando anomalias nas últimas décadas.
Palavras-chave: anomalia, embrião, tubarão.